A depressão é uma doença psiquiátrica que provoca sintomas psicológicos e físicos. O mais conhecido e comum é sensação de tristeza duradoura e profunda. O que não significa que todas as pessoas que sintam tristeza estejam necessariamente com depressão.

Os sintomas da depressão são comuns a muitas outras condições e doenças, por isso a depressão não é muitas vezes diagnosticada em adultos que se dirigem a médicos e referem os respetivos sintomas. Muitas vezes o diagnóstico é concluído apenas passados meses ou anos após várias consultas.

A depressão é uma doença bastante comum, estima-se que 12% dos homens e 25% das mulheres apresentam depressão em alguma fase das suas vidas. Como se pode verificar pelos dados, a depressão é duas vezes mais comum nas mulheres.

A depressão é uma doença caraterizada pela alteração de humor da pessoa. Provoca tristeza para além do normal, desânimo, falta de energia, falta de autoestima entre outras complicações.

Foi um doença muito mal compreendida durante demasiado tempo, o que provocou uma certa descriminação pelas pessoas que apresentam esta condição. Hoje em dia as mentalidades começam a mudar, contudo ainda é relativamente comum as pessoas deprimidas não aceitarem nem reconhecerem essa condição.

Na realidade, a depressão não é sinal de fraqueza nem de falta de capacidade. Na maior parte dos casos, não é algo que o paciente possa simplesmente resolver por vontade própria. Para a pessoa com depressão deixar de estar triste, não é o mesmo que um fumador deixar de fumar. Nesse caso, é uma questão de tomar a decisão e manter-se fiel a ela. Tal como um diabético não deixa de ser diabético apenas com força de vontade, a depressão também precisa de acompanhamento médico para que possa ser tratada, controlada e superada.

O tratamento da depressão varia de acordo com o tipo de depressão e consiste no consumo de antidepressivos, ansiolíticos, psicóticos e/ou psicoterapia (pode ser do seu interesse: As Verdades e Mitos dos Antidepressivos!)



A depressão deve ser classificada de acordo com a causa, duração e sintomas que apresente. De seguida vão ser divulgados os 9 tipos de depressão mais comuns.

1. Depressão pós-parto

Surge após o parto e provoca tristeza, irritabilidade e ainda pode gerar rejeição do bebé.

2. Depressão major

É o tipo mais comum da doença e provoca pelo menos 5 sintomas dos que vão ser listados em baixo e por um período mínimo de 2 semanas. Sintomas comuns:

2.1 Oscilações de humor

2.2 Tristeza para além do normal

2.3 Falta de interesse pelas atividades diárias

2.4 Alterações do sono

2.5 Alterações do apetite e peso

2.6 Fadiga e cansaço

2.7 Dificuldade de concentração

2.8 Pensamentos negativos

2.9 Ansiedade

2.10 Agitação ou lentificação dos movimentos corporais

2.11 Perda de autoestima

2.12 Perda do desejo sexual

2.13 Vontade de cometer o suicídio

3. Depressão bipolar

Carateriza-se por mudanças constantes de humor, oscilando entre tristeza profunda e alegria excessiva.

4. Depressão reativa

Ocorre após acontecimentos stressantes, como por exemplo a morte de um familiar, perda de emprego, entre outros.

5. Distimia

É um tipo de depressão mais ligeira em que as pessoas são capazes de realizar as suas tarefas do dia a dia, mas sentem falta de prazer, desesperança, desânimo, desinteresse pela vida, baixa autoestima, sentimento de negatividade, durante pelo menos dois anos.

6. Depressão atípica

As pessoas com este tipo de depressão apresentam sintomas diferentes das depressões mais comuns.

A maioria das depressões provoca dificuldades em dormir e comer, mas nas depressões atípicas os sintomas são vontade de dormir e comer em excesso e desejo sexual superior ao normal.

As pessoas com este tipo de depressão ficam muito ansiosas, extremamente sensíveis ao ambiente que as rodeiam e não sabem como lidar com a rejeição.

7. Distúrbio afetivo sazonal

Este tipo de depressão provoca todos os anos sintomas em determinadas alturas do ano, normalmente no Outono ou Inverno e tendem a desaparecer durante a Primavera e Verão. Pode estar relacionada com falta de exposição solar.

Nas fases em que os sintomas se fazem sentir, nas estações frias, costuma surgir fadiga, irritabilidade e tendência para comer e dormir em excesso.

É importante salientar que é normal ocorrerem mudanças de humor nas mudanças de estações, o que não implica necessariamente que a pessoa sofre de depressão.

8. Síndrome pré-menstrual

Ocorrência de sintomas comuns da depressão (pode consultar os sintomas da depressão major) durante o ciclo menstrual, principalmente na semana anterior à menstruação.

9. Depressão psicótica

Para além de sentir os sintomas de depressão de uma forma acentuada ainda pode provocar delírios e alucinações.

A pensar na sua saúde, sugerimos:

7 Alimentos que combatem a Ansiedade!

Gastrite Nervosa: O que é, como surge e quais são os Sintomas?



Partilhe e ajude as pessoas a percebem os vários tipos de depressão!

PARTILHE!
Categorias: Alertas

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.