A Leucemia é um tipo de cancro que afeta os glóbulos brancos que compõem o sangue. Caso tenha interesse em perceber melhor os efeitos desta doença, consulte: 9 Sintomas do Assassino Silencioso: Leucemia!

Neste artigo, vão ser abordadas as Causas, os Tipos, o Diagnóstico e Tratamentos da Leucemia.

Causas da leucemia

As causas desta doença não são consensuais e não estão completamente esclarecidas do ponto de vista científico, contudo acredita-se que sejam originadas por:

1. Exposição a radiação ou a substâncias cancerígenas

2. Fatores ambientais

3. Mutações genéticas

Há também algumas condições/fatores de risco que se relacionam com a incidência de determinadas leucemias, sendo elas:

1. Síndrome de Down (maior probabilidade de leucemia aguda);

2. Contaminação com benzeno, presente no fumo do tabaco, gasolina e usado na indústria (acredita-se que seja fator de risco para leucemia mielóide aguda ou crônica e leucemia linfoide aguda)

3. Radiação (leucemia meilóide aduga, crônica e leucemia linfoide aguda)

4. Fumar ativamente ou passivamente (leucemia mielóide aguda)

5. Doenças sanguíneas como síndrome mielodisplásica (leucemia mieloide aguda)



Diagnóstico da leucemia

O diagnóstico pode ser realizado através de alguns exames médicos, como:

1. Hemograma completo

2. Mielograma

3. TAC

4. Raio-x

5. Biópsia da medula óssea

6. Biópsia aos gânglios linfáticos

Tipos de Leucemia, caraterísticas e tratamento

1. Tipo: Leucemia mielóide aguda

Caraterísticas: Desenvolve-se rapidamente e afeta tanto adultos como crianças

Tratamento: 80% de probabilidade de cura através de quimioterapia e/ou transplante de medula óssea

2. Tipo: Leucemia mielóide crônica

Caraterísticas: Desenvolve-se lentamento e é mais frequente nos adultos

Tratamento: Consumo de medicamentos específicos durante toda a vida

3. Tipo: Leucemia linfóide aguda

Caraterísticas: Desenvolve-se rapidamente tanto em crianças como em adultos e tem os subtipos: mieloblástica, promielocítica, mielomonocítica, monocítica, eritrocítica e megacariocítica

Tratamento: Através de radioterapia e quimioterapia, sendo o transplante de medula óssea também uma opção

4. Tipo: ​Leucemia linfóide crônica

Caraterísticas: Desenvolve-se lentamente e afeta principalmente idosos

Tratamento: Muitas vezes só é necessário uma vigilância permanente dos valores do sangue ou então através de quimioterapia

Objetivos do Tratamento

1. Tratar as infeções existentes

2. Eliminar as células sanguíneas doentes

3. Conduzir a medula óssea a produzir novamente células saudáveis

4. Evitar afetar o sistema nervoso central

A duração do tratamento varia de tipo de leucemia. No caso da leucemia mielóide crônica dura toda a vida, nos restantes, normalmente, dura entre 2 a 3 anos.

Após a cura, o paciente terá que realizar exames periodicamente a cada 6 meses para verificar-se que não há reincidências nem metástases.

A pensar na sua saúde, sugerimos:

Sabe distinguir um Sinal benigno de um Sinal maligno?

9 Sintomas do Assassino Silencioso: Leucemia!



Partilhe e ajude a combater a Leucemia!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.