O sono é das atividades mais importantes para o bem estar e saúde do ser humano.

Um estudo recente realizado por uma universidade norte americana comprovou a adoção voluntária ou involuntária cada vez maior de “armadilhas” do sono por parte das pessoas.

Armadilhas” do sono foi a designação que atribuíram a objetos presentes ou hábitos praticados no quarto que prejudicam consideravelmente a qualidade do sono e descanso das pessoas.

A origem deste estudo foi um inquérito realizado pela mesma universidade em que os resultados revelaram uma tendência crescente das pessoas diminuírem propositadamente os horários de sono de modo a maximizar a produtividade profissional.

O que é duplamente preocupante, pois por um lado indica que o sono está a perder a importância que as pessoas lhe deviam atribuir e por outro lado revela que, voluntária ou involuntariamente, as pessoas têm cada vez mais piores hábitos de sono.

Quais os riscos da falta de sono?

A curto prazo: cansaço, sonolência durante o dia, irritabilidade, alterações de humor, perda de memória, falta de criatividade, redução de capacidades de gestão e execução, raciocínio mais lento e dificuldade de concentração.

– A médio e longo prazo: fraqueza e fadiga, envelhecimento precoce, perda muscular, debilitação do sistema imunitário, maior probabilidade de desenvolver obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, gastrointestinais e perda crónica de memória.

O estudo refere que nos países desenvolvidos, cerca de 40% da população tem problemas ou distúrbios de sono. Indica também que, nesses países, em média as pessoas apresentam pelo menos 4armadilhas” nos seus quartos.

De seguida, vão ser identificadas essas “armadilhas“.

1. Falta de escuridão absoluta

A presença de claridade no quarto, por mais leve que seja é prejudicial para a qualidade do sono das pessoas. Isto porque o corpo humano produz melatonina (hormona responsável pelo sono) na escuridão. A presença desta hormona permite que adormeça mais rápido e garante que tem um sono de qualidade.

A claridade bloqueia a produção da melatonina e consequentemente prejudica o seu sono.

Erros comuns:

– Persianas parcialmente abertas

– Adormecer com a televisão ligada

2. Ocorrência de barulho ou ruído

Há duas fases principais do sono, sendo elas o sono superficial e profundo. É na fase de sono profundo que o corpo usufrui dos benefícios do sono.

A presença de barulho, ruído ou qualquer som vai manter o organismo em estado de alerta o que impede que consiga entrar em sono profundo.

Erros comuns:

– Adormecer com a televisão ligada

– Adormecer a ouvir alguma música (as músicas que ajudam a relaxar, são indicadas para que adormeça mais rapidamente, mas, em grande parte dos casos, são contra indicadas para o sono profundo)

– Não fechar a porta do quarto para evitar barulhos

3. Temperatura imprópria

A temperatura é um fator preponderante para que consiga usufruir de um bom sono.

Ter o quarto quente ou a cama com demasiados cobertores vai acelerar o seu metabolismo e consequentemente diminuir a qualidade do seu sono.

Um quarto frio ou défice de cobertores vai provocar contrações musculares durante a noite que inibem o estado de sono profundo.

4. Fraca qualidade do ar

É importante arejar o quarto durante o dia de modo que à noite tenha uma boa qualidade de ar. Caso contrário, ar seco e poluído afeta a respiração e prejudica o sono.

Erros comuns:

– Não deixar, pelo menos, uma frincha da janela aberta durante o dia



5. Almofada inadequada

A almofada ser confortável é muito importante para que consiga adormecer facilmente, mas para além de confortável a almofada deve ter entre 5 a 10 centímetros de altura de modo a que a sua coluna fique na posição ideal. Caso contrário, podem ocorrer contrações musculares que vão impedir que entre em sono profundo.

Erros comuns:

– Escolher a almofada somente com base no conforto

6. Colchão inadequado

Tal como a almofada o colchão, para além de confortável, não pode ser mole nem rígido de mais.

Visualize as seguintes posições prejudiciais:

Visualize a posição ideal que o seu colchão lhe deve proporcionar (repare também na altura da almofada):

Erros comuns:

– Escolher o colchão somente com base no conforto

– Pensar que quanto mais rígido, melhor é o colchão para a saúde (falso. ver as imagens em cima para esclarecer qualquer dúvida)

7. Dormir com animais de estimação no quarto

Os gatos e cães têm ciclos de sono diferentes dos seres humanos, normalmente de 6 horas sucessivas de sono. Portanto, é frequente acordarem primeiro e fazerem barulho ou mexerem-se o que vai prejudicar o seu sono.

Erros comuns:

– Deixar a porta do quarto aberta para que o animal saia assim que acorde. No entanto, ao deixar a porta aberta o mais provável é que deixe de isolar a claridade e o barulho de forma eficaz. Que por sua vez, vão prejudicar o seu sono.

8. Presença de produtos sintéticos

Hoje em dia é comum a presença de vários produtos sintéticos no quarto, desde tintas, mobília, tecidos, entre outros. Sendo que estes produtos tendem a acumular mais facilmente poeiras e micro-organismos.

Para melhorar a qualidade do seu sono, deve limitar a presença de produtos sintéticos no seu quarto. Uma boa prática é optar por mobília da madeira natural e revestimentos de material cerâmico.

A pensar na sua saúde, sugerimos:

Sintomas da Apneia do Sono!

10 Dicas para Dormir melhor!



Partilhe e ajude os seus amigos a identificar “armadilhas” que prejudicam o sono!

PARTILHE!
Categorias: Alertas

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.