Um tumor cerebral ocorre quando células do cérebro multiplicam-se de forma anormal e descontrolada, dando origem a uma massa dentro do crânio.

Os tumores cerebrais tanto podem ser benignos ou malignos. Os malignos são denominados de cancro do cérebro.

Os tumores cerebrais podem ter origem numa anomalia do próprio cérebro ou duma metástase de um cancro noutra parte do corpo e são classificados do grau I (baixo grau) ao grau IV (alto grau).

O grau de um tumor está relacionado com o aspeto das células que se encontram sob observação. Nos tumores de grau IV, as células têm um aspeto mais anómalo e tendem a crescer mais rapidamente do que as células de um tumor de grau inferior.

Que caraterísticas mais comuns tem a dor de cabeça provocado pelo cancro no cérebro?

Antes de prosseguir é importante saber que a dor de cabeça é uma condição muito comum e menos de 5% das pessoas que sofrem de dores de cabeça frequentes ou crónicas apresentam um tumor cerebral (pode ser do seu interesse: Quando devo ir às urgências ou ao médico por causa de Dores de Cabeça?).

A dor de cabeça é um dos sintomas principais do cancro no cérebro, na realidade é um sintoma comum de um tumor cerebral (podendo ele ser benigno ou maligno).

A dor de cabeça é considerada o pior sintoma para mais de metade dos pacientes com cancro no cérebro. Ao contrário do que possa pensar, a dor de cabeça que surge mais frequentemente na presença de tumor cerebral provoca uma dor constante, “chata” e não muito forte.

Apesar de haverem muitas dúvidas, o cancro no cérebro raramente provoca dores de cabeça fortes, pois esta só ocorre em caso de um grande aumento de pressão intracraniana ou quando há uma irritação das meninges.

Mais caraterísticas da dor de cabeça comum num tumor cerebral:

1. As dores pioram com movimentos do corpo, como por exemplo ao curvar-se ou ao abaixar a cabeça.

2. As dores também agravam-se com reflexos que elevam a pressão intratorácica, como por exemplo: tossir ou espirrar.

3. A dor de cabeça normalmente é bem localizada numa região do crânio, ou seja, consegue identificar ao certo a região onde esta a ocorrer dor.

4. Agravam-se de noite (podem acordar a pessoa durante o sono) e/ou de manhã

Atente que apenas 15% dos pacientes com cancro no cérebro apresentam dor de cabeça como sintoma único (e mesmo nestes casos, geralmente, é por um curto período de tempo, pois a maioria desenvolve outros sintomas em 2 a 3 meses). Por conseguinte, a dor de cabeça provocada por um tumor cerebral normalmente surge acompanhada de outros sintomas.

Nota: uma pessoa com um temor cerebral pode não apresentar dor de cabeça, sendo que não é comum.

Quais são os sintomas mais comuns no cancro cerebral?

Para além da já referida dor de cabeça, os sintomas principais são:

1. Náuseas e vómitos (presente em cerca de 40% dos pacientes com cancro)

2. Alterações na fala, visão ou audição

3. Dificuldade em manter o equilíbrio ao caminhar



4. Alterações de humor

5. Dificuldade de concentração

6. Problemas de memória

7. Espasmos ou tremores musculares

8. Enfraquecimento ou sensação de formigueiro nos braços ou pernas

9. Fraqueza ou rigidez muscular (dificuldade em mexer)

10. Falta de coordenação

11. Dificuldade em ler e/ou escrever

12. Movimentos involuntários (tipo espasmos)

De seguida, revelamos uma imagem com os sintomas principais de acordo com o local do tumor.

De referir que estes sintomas são comuns a outras condições, por isso caso apresente estes sintomas não significa que tem um tumor cerebral. Consulte o seu médico para perceber se há necessidade de efetuar exames de diagnóstico.

A pensar na sua saúde, sugerimos:

Cancro Colo-Rectal: Saiba Quem está mais em Risco e os Sintomas!

Sabe distinguir um Sinal benigno de um Sinal maligno?



Partilhe e ajude os seus amigos a perceberem melhor os sintomas do cancro no cérebro!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.