A palavra Agorafobia tem origem grega: “ágora“, reunião de pessoas + “phobos“, medo ou fobia. Descreve literalmente medo de estar em espaços onde ocorre reunião de pessoas. No entanto, não se resume somente a esta condição.

É uma fobia que provoca ansiedade associada ao medo de algo poder correr mal e não ter tempo ou oportunidade de receber auxílio.

Exemplo 1: “Tenho receio de ir às festas da cidade, porque estão lá muitas pessoas e se sentir-me mal e algo acontecer, uma ambulância nunca conseguirá chegar lá a tempo!”.

Um agorafóbico tem receio de estar em ou ir a determinados locais onde estão reunidas pessoas (poucas ou muitas, sendo que o medo ocorre mais facilmente quando se trata de locais com muitas pessoas), pois tem medo de sentir-se mal e/ou que algo de mau aconteça. Não se trata de ter receio da multidão em si, mas sim receio do que possa acontecer nessa multidão.

Exemplo 2: “Tenho receio de ir ao shopping às sextas-feiras, porque tem muita gente e tenho medo de sentir-me mal!”

De salientar que a agorafobia não é o mesmo que fobia social.

Na fobia social, as pessoas têm medo estar perto de pessoas e/ou interagir com elas, pois têm receio de não corresponderem às expectativas sociais ou nem conseguirem interagir de todo. Sentem um desconforto não justificável de se exporem socialmente, porque não gostam de correr o risco de serem julgadas ou de terem que interagir com pessoas.

Os sintomas mais comuns da agorafobia são:

1. Medo de locais públicos

Um agorafóbico tem medo de, por exemplo, filas de supermercado, fazer compras num shopping, estar numa sala de cinema, entre muitos outros locais.

Pode sentir-se mal quando está nestes locais, principalmente se estiver sozinho. Naturalmente evita estes locais devido aos medos que sente.

2. Receio de viajar em transportes públicos

Pessoas que sofrem de agorafobia sentem-se desconfortáveis em movimentarem-se de transportes públicos. Este medo surge associado ao receio de não conseguirem receber apoio atempadamente, caso algo de mau aconteça.



3. Desconforto e medo em viajar

Os agorafóbicos têm receio de viajar, porque obriga-os a sair das suas zonas de conforto e têm receio que algo inesperado possa acontecer.

A ansiedade aumenta quando viajam para locais onde não conhecem, por exemplo, a localização dos hospitais.

4. Necessidade de ter pessoas de confiança por perto

Normalmente, os agorafóbicos sentem-se mais confortáveis a visitar os locais que não gostam quando estão acompanhados por pessoas em que confiam.

5. Desconforto ao sair de casa

Os agorafóbicos sentem-se seguros em casa e é comum sentirem desconforto ao saírem da zona de segurança.

6. Outros sintomas que ocorrem quando estão em locais que os fazem sentir inseguros:

6.1 Sensação de estarem perdidos e de não terem qualquer controlo da situação

6.2 Ataques de pânico (na realidade os ataques de pânico podem ocorrer quando os agorafóbicos estão nas suas zonas de conforto e são provocados pela expectativa de possibilidade de riscos e pelo sentimento de ansiedade)

6.3 Tonturas

6.4 Vertigens

6.5 Batimento cardíaco acelerado

6.6 Dificuldade em respirar e/ou engolir

6.7 Dor no peito e/ou no estômago

Caso sinta vários destes sintomas, consulte o seu médico de família, um psiquiatra ou pscicólogo!

A pensar na sua saúde, sugerimos:

Diferenças entre Tristeza e Depressão!

9 tipos de Depressão!



Partilhe e ajude os seus amigos a conhecerem os sintomas da agorafobia!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.