É verdade que a maior parte das Gripes não são graves a ponto de colocar a vida das pessoas em risco, aliás a maior parte é tratada em apenas alguns dias. Contudo, há determinados grupos de pessoas que correm riscos elevados devido à Gripe. Este vírus é mais grave para crianças, bebés, séniores e pessoas que tenham o sistema imunitário comprometido.

Quando pode ser a Gripe fatal?

A Gripe é fatal quando desenvolve determinadas complicações no nosso organismo, normalmente pneumonia ou então quando piora o estado de pessoas que já se encontram em situações debilitadas.

Pneumonia

Investigadores já confirmaram que a Gripe é muitas vezes a causa da pneumonia, que é uma infeção nos pulmões. As pneumonias são mais frequentes em adultos a partir dos 45 anos. Quando ocorre uma pneumonia e Gripe em simultâneo é uma combinação que pode ser fatal.

Agravamento do estado de pessoas com sistema imunitário debilitado

Nas pessoas que apresentam determinadas condições, a Gripe pode facilmente piorá-las. Como é o caso de pessoas com a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), asma ou até mesmo diabetes, em que a Gripe pode fazer oscilar abruptamente os valores de glicemia.

Quando deve procurar ajuda médica?



É uma dúvida constante nas pessoas: quando apresentam determinados sintomas, mas não sabem se justificam ou não uma ida ao médico.

No caso da gripe, referimos em baixo os principais sintomas que devem ser acompanhados por ajuda médica.

1. Dificuldade em respirar

2. Febre alta que não baixa com medicação

3. Quando a pele apresenta uma tonalidade cinzenta ou azulada

4. Vómitos constantes e frequentes

5. Dor e/ou sentimento de pressão no peito e barriga

6. Tonturas repentinas frequentes

7. No caso de crianças, em situações de falta de energia, pouca quantidade de urina ou falta de lágrimas quando choram

8. No caso de bebés, quando se encontram apáticos, irritados ou sem vontade de comer



Partilhe já esta informação e ajude a prevenir os perigos da Gripe!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.