É do conhecimento geral os benefícios que um sono adequado tem para o ser humano, porém nem sempre é fácil conseguir ter-se um bom sono.

Muito devido ao stress e à ansiedade do mundo da atualidade, os hábitos de sono têm vindo a perder-se. Neste artigo, pretende-se falar sobre os benefícios do sono e referir dicas para ajudar a dormir melhor.

Não é possível referir a quantidade de horas que deve dormir, pois varia muito de pessoa para pessoa e não há sequer um consenso em termos científicos. Contudo, não é aconselhado que durma menos que 6 horas nem mais que 9.

Alguns dos benefícios do sono,

1. Ajuda a aliviar o stress

2. Relaxa a tensão muscular

3. Produção de diversas hormonas



4. Estabiliza o ritmo do metabolismo

5. Estimula a memória e a concentração

6. Renova as células velhas do organismo

7. Ajuda a prevenir doenças como, diabetes, síndrome do pânico, esquizofrenia, bipolaridade, depressão, entre outras

8. Fortalece o sistema imunitário

9. Estimula o emagrecimento

Portanto, é fácil entender a importância que um bom sono tem na sua vida e de que forma pode melhorar a qualidade de vida. Nesse sentido, vamos partilhar 10 dicas para que consiga dormir melhor,



1. Respeite o horário de dormir

O organismo ter uma rotina de sono, ajuda muito. Levantar-se e deitar-se sempre à mesma hora vai fazer com que o seu corpo perceba qual é o horário de sono e vai ajudar a que adormeça mais facilmente. Idealmente, a rotina deve ser mantida durante o fim-de-semana e inclusive aos feriados.

2. Antes de ir dormir, desligue as coisas que o fazem despertar

Idealmente, 1 hora antes de ir dormir, desligue a televisão, o computador e o telemóvel. Pode parecer um grande sacrifício, mas pense nos benefícios de um bom sono.

3. Mantenha o local onde dorme escuro

A ter alguma luz, que seja alaranjada e muito suave, pois favorece o sono.

4. Deite-se na cama só quando tiver sono

Pode ir para cama ler um livro, mas fique sentado na cama (com as costas apoiadas) e deite-se apenas quando começar a sentir sono. Vai ajudar a que adormeça mais rapidamente.

5. Diga “Não!” a alimentos estimulantes antes de ir deitar

Evite alimentos, como por exemplo, coca-cola, café e chá preto. Pode estar habituado a consumi-los e pode achar que já não têm grande influência no seu organismo, contudo por não sentir os efeitos, não quer dizer que o seu organismo não os sinta.

6. Não faça sestas muito prolongadas

A fazer uma sesta durante o dia, faça depois do almoço com duração entre 10 a 20 minutos. Caso contrário as sestas podem prejudicar o sono noturno.

7. Faça exercício físico diariamente

Cerca de 30 minutos de atividade física vão ajudar a que durma melhor, se realizada 2 horas antes de ir dormir. O exercício físico acelera o metabolismo e pode dificultar o adormecer se o praticar pouco tempo antes de ir deitar.

8. Mantenha o local onde dorme em silêncio

Se necessário compre um protetor de ouvidos. Pode até conseguir adormecer com algum barulho, mas dificilmente vai conseguir entrar em sono profundo o que é prejudicial se for sistemático.

9. Mantenha o local onde dorme confortável

Não deixe que algo o incomode durante a noite. A temperatura do quarto também é importante, nem muito quente nem muito frio.

10. Quando o despertador tocar de manhã, levante-se

Por vezes, as pessoas gostam de ficar a adiar o despertador várias vezes de manhã. Contudo estudos comprovam que esse hábito deixam as pessoas mais sonolentas durante o dia. Por isso, quando o despertador tocar, levante-se e abra as cortinas.

Caso o seu sono não melhore, após uma semana a praticar esta dicas, deverá expor a sua condição ao seu médico ou então ligar para a Linha de Sono (707 100 015), disponível entre as 11h30 às 16h30, onde psicólogos especializados na matéria poderão ouvi-lo e ajudar.

A pensar na sua saúde, sugerimos que:

Fique Alerta! Registe-se e receba os nossos conteúdos: Previna-se já!
















Partilhe e ajude as pessoas a dormir melhor!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.