A doença de Alzheimer tem tido cada vez mais destaque, pois as incidências têm aumentado e a degeneração que provoca é realmente marcante.

É assustadora a possibilidade de se perder a memória e de, à medida que a doença avança, nada se poder fazer para evitar ou desacelerar a degeneração das capacidades.

Embora a componente genética tenha uma influência elevada no desenvolvimento da doença de Alzheimer, há investigadores que defendem que há fatores, como nutrição, educação, diabetes e atividade mental e física, que desempenham um papel preponderante na prevenção da doença.

Neste artigo, são apresentadas 13 dicas para a prevenção do Alzheimer.

1. Fique atento aos seus pés

Um baixo fluxo de sangue nos pés é uma pista para a possibilidade de algum défice no cérebro. Um simples teste pode revelar o estado cognitivo e a probabilidade de ocorrer um acidente vascular ou demência.

Se pretender, peça ao seu médico para fazer o teste Índice de Pressão Tornozelo-Braço.

2. Faça uma dieta rica em antioxidantes

Algumas frutas favorecem a ação antioxidante a nível cerebral que pode desacelerar a perda de memória e prevenir o Alzheimer.

Para este intuito, dê preferência a framboesas pretas, bagas do sabugueiro e mirtilos.

3. Atenção às gorduras que ingere

Há gorduras que prejudicam e outras que beneficiam a ação do seu cérebro.

Basicamente, evite gorduras saturadas e fritos.

4. Estimule o seu cérebro

Em termos gerais, o cérebro pára de crescer entre os 30 a 40 anos de idade, por isso é que, a partir dessa idade, o ser humano demora mais tempo para aprender a mesma quantidade de informação.

Não deixe de estudar e aprender coisas novas. O mais fácil será escolher um tema pelo qual tem gosto e desenvolver o seu conhecimento sobre esse tema.

5. Ingira chocolate preto ou cacau em pó

O cacau apresenta uma elevada concentração de antioxidantes chamados flavonóides, que têm características protetoras do coração e cérebro.

Em média, cacau em pó tem o dobro de flavonóides que o chocolate preto. Por sua vez, o chocolate branco não tem flavonóides.



6. Aumente o bom colesterol, DHL

É relativamente do conhecimento geral que o bom colesterol protege o coração, mas na realidade também protege o cérebro.

Investigadores defendem que o bom colesterol inibe a morte das células cerebrais e tem ainda ação anti-inflamatória a nível cerebral.

7. Beba café

Já foi considerada uma bebida bastante prejudicial às pessoas, mas está agora a emergir como um tónico contra o envelhecimento cerebral.

O café tem ação anti-inflamatória, previne a ação do mau colesterol no cérebro, diminui o risco de ocorrer um acidente vascular cerebral (AVC), depressão e diabetes.

Apresenta ainda diversos antioxidantes. Naturalmente, não se deve exagerar o seu consumo. É indicada a ingestão de 2 a 4 cafés por dia.

8. Atenção ao peso a menos

Hoje em dia fala-se muito no excesso de peso e obesidade, sendo que peso a menos também é prejudicial. Para além que, embora não se consiga ainda perceber a relação, as pessoas com peso a menos têm maior probabilidade de desenvolver Alzheimer.

9. Beba moderamente vinho tinto

Um copo de vinho por dia ajuda a prevenir a demência. O álcool é um anti-inflamatório e ajuda a controlar o colesterol.

Dê preferência ao vinho tinto que é altamente rico em antioxidantes e favorece a circulação do sangue que é benéfico para a capacidade cognitiva.

10. Seja adepto da dieta mediterrânea

Vários estudos comprovam que a dieta mediterrânea pode salvar o seu cérebro da deterioração da memória e da demência.

Optar pela dieta mediterrânea com frequência diminui a probabilidade de desenvolver Alzheimer até 50%. Alimentos característicos: alface, tomate, peixe, fruta, nozes, azeite e vinho, entre outros.

11. Atenção ao excesso de peso

O excesso de peso tem influência na sua atividade cerebral.

Há inclusive estudos que referem que as pessoas obesas têm menos 8% de tecido cerebral e pessoas com excesso de peso menos 4%, o que aumenta drasticamente a possibilidade de desenvolver a doença de Alzheimer.

12. Durma bem

Falta de sono é tóxico para o seu cérebro. O sono é fundamental para proteger o seu cérebro e para prevenir a perda de memória.

Quem dorme em média 5 ou menos horas por noite, tem uma probabilidade significativamente maior de desenvolver Alzheimer.

13. Mantenha e aumente o círculo de amigos

O facto de conviver com os amigos ajuda a preservar e a melhorar a sua capacidade cognitiva. O convívio com amigos e familía tornam o cérebro mais eficiente. O que por sua vez diminui a probabilidade de vir a desenvolver Alzheimer.

A pensar no seu bem estar, sugerimos:

10 Sintomas de Alzheimer em fase Inicial!

Sabe distinguir um Sinal benigno de um Sinal maligno?



Partilhe e ajude a prevenir o Alzheimer!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.