A gripe é uma doença contagiosa de origem viral que provoca a morte a cerca de 1.800 portugueses por ano e é responsável por milhões de infeções por todo o mundo.

A gripe é provocada por um vírus chamado Influenza, que apresenta os tipos A, B e C. Este vírus infeta parcialmente ou na totalidade o sistema respiratório: nariz, seios nasais, garganta, pulmões e ouvidos. Os sintomas mais comuns incluem febre, tosse, fraqueza e dores musculares e pelo corpo.

De tempos a tempos, o vírus Influenza sofre mutações e algumas são responsáveis por grandes epidemias, como foram os casos da gripe espanhola em 1918 (matou 40 milhões de pessoas no mundo) e, mais recentemente, da gripe das “vacas loucas”, das aves e suína.

Como acontece a transmissão da gripe?

Grandes quantidades do vírus Influenza estão presentes nas secreções respiratórias (estas secreções apresentam-se normalmente em forma de muco, que é a forma através do qual o organismo humano procura expulsar e eliminar as substâncias que lhe são prejudiciais e também expulsar as substâncias que foram produzidas e que já não são necessárias). Estes fatores fazem com que os espirros, a tosse e contato com as mãos de uma pessoa contagiada sejam a principal via de transmissão. O risco aumenta quando se encontrar a uma distância inferior a 2 metros de uma pessoa com gripe.

Neste artigo vão ser partilhadas dicas para a prevenção e cura da gripe.

Como prevenir a gripe?

1. Evite a opção mais fácil: suplementos vitamínicos

Os suplementos podem efetivamente ajudar a prevenir a gripe, contudo os alimentos são sem dúvida o seu melhor aliado, porque oferecem todo um pacote nutricional. Comer laranjas pode ser melhor do que tomar um suplemento de vitamina C, isto porque a laranja para além da vitamina C, possui também magnésio, potássio, vitamina B6 e flavonóides ricos em antioxidantes.

2. Lave bem as mãos

As mãos estão em contato permanente com germes. Lavar as mãos corretamente é a melhor maneira de livrar-se deles.

3. Descanse e durma 7 a 9 horas por noite

4. Tome a vacina contra a gripe



5. Faça exercício físico

6. Faça uma dieta rica em:

6.1 Frutas

6.2 Verduras e legumes

6.3 Grãos integrais

Pode ser do seu interesse: Conheça todos os Sintomas da Gripe e como distinguir a Gripe da Constipação!

O que comer para curar a gripe?

1. Sopa

Comer sopa vai ajudar a tornar as secreções mais líquidas e consequentemente vai conseguir expectorar mais facilmente que é essencial para eliminar o vírus mais rapidamente.

Os vapores da sopa vão ajudar também a desentupir o nariz.

Pode optar por uma canja de galinha que é rica em vitaminas A, C e E e em proteína que vão ajudar o seu organismo a recuperar e a ganhar força e vai estimular o seu sistema imunitário. Para além disso, também é rica em sódio que é um forte aliado na regulação da temperatura corporal, sendo muito útil em caso de febre.

2. Chás

Os chás para além de hidratarem o organismo também ajudam na descongestão nasal. Pode adicionar mel ao chá que vai ajudar a tratar a dor de garganta e tosse.



3. Iogurtes

Os iogurtes são ricos em probióticos que são essenciais para um melhor funcionamento do seu sistema intestinal e para fortalecer o seu sistema imunitário.

4. Futas e legumes

As frutas e legumes vão ser fundamentais para hidratar devidamente o seu organismo. Para além que também são ricas em fibras, vitaminas C, A, E e Zinco que vão fazer o seu corpo produzir mais anticorpos. Para além disso ainda são uma ótima fonte de energia. Ingira as seguintes vitaminas:

4.1 Vitamina C: limão, laranja, lima, kiwi, tomate, morango e legumes de folha verde escura

4.2 Vitaminas do complexo B: banana e abacate

4.3 Vitamina A: cenoura, abóbora, batata doce, milho e brócolos

4.4 Vitamina E: amêndoas e nozes

Conheça também: Quando devo ir ao médico por causa de uma Gripe?

A pensar na sua saúde, sugerimos que:

Fique Alerta! Registe-se e receba os nossos conteúdos: Previna-se já!
















Partilhe e ajude a prevenir e a curar a Gripe!

PARTILHE!

Alerta Saúde

O portal Alerta Saúde tem a missão basilar de zelar e cuidar da Saúde dos portugueses. Através do compromisso de divulgação de conteúdo fidedigno da área da Saúde, como também através da disponibilização aos seus utilizadores dos meios necessários para que acedam de forma célere e intuitiva aos conteúdos pretendidos.